16 outubro 2006

Limpa Garrafas

Não sei o seu nome científico, mas chamo-lhes limpa garrafas.
Existem com flor branca e com flor vermelha.
Os de flor branca são mais vistos no sul de Portugal, enquanto os que têm a flor vermelha existem ao longo de todo o território português (pelo menos!)
Este é um dos arbustros, limpa garrafas, que existem na Casa do Lago.
Não necessitam de poda e dão-se bem em qualquer terreno não encharcado. Não precisam de grandes cuidados e são bastante vistosos.


Eis como se processa o nascimento das suas flores.
Primeiro, surgem as folhas aveludadas e de cor avermelhada.


Depois, formam-se os "botões" das flores, como podem ver na foto seguinte.

De seguida, desenrolam-se os "espigões" que, se repararem bem, têm umas bolinhas vermelhas nas pontas (do tamanho de cabeças de alfinetes) . Tais bolinhas, quando a flor está totalmente formada, mudam para cor amarela.


Esses espigões após estarem totalmente desenrolados dão origem a esta magnífica flor.


Reparem no efeito lindíssimo que advém do contraste do vermelho com as cabeças de alfinetes amarelas nas pontas dos "espigões".

Parecem que foram pulverizadas com ouro!

13 Comentários:

Blogger Ana Ramon disse...

Bom Dia Fátima. Passei por aqui na minha rápida visita matinal para espreitar a tua quinta. Embora não seja muito necessário aqui deixo o nome científico da planta: Callistemon citrinus. Não sabia que houvesse uma variedade com flores brancas. Possivelmente terá um nome científico diferente. Depois passo por aqui com mais vagar. Um beijinho

16 outubro, 2006 10:00  
Anonymous Anónimo disse...

magnifica esta discrição
um beijinho e um bom dia para ti

16 outubro, 2006 11:28  
Blogger Reflex disse...

Me ha gustado mucho la serie, paso a paso hasta la floración :) Es verdad, tiene unas flores de un rojo intenso, muy vistosas, me ha gustado mucho. Conozco otra planta que crece en America del sur y tiene flores muy similares, no recuerdo el nombre científico tampoco, pero vive generalmente en lugares secos.

Un saludo :)

16 outubro, 2006 21:50  
Blogger ez disse...

Olá prima!
Não tenho tido muitas oportunidades para te visitar (a tonelada de fotografias que tenho para colocar no Flickr e o "incerto" ambiente na Gaiola Dourada, i.e. Banco, têm dificultado ainda mais!)
Beijos para ti e um abraço para o L!!!
:)

16 outubro, 2006 23:56  
Blogger Jardineira aprendiz disse...

E é uma plantinha que vem do outro lado do mundo (Austrália ou Nova Zelândia, não me lembro). Felizmente não é invasora!

A propósito dos corvos, têm ainda mais uma particularidade - são ladrões! Não sei se são só os domesticados, mas já ouvi dizer que adoram roubar coisas das casas!

Queria responder ao teu comentário lá no meu sítio, mas hoje já está um pouquito tarde, vou ver se amanhã consigo.
Beijinhos

17 outubro, 2006 00:11  
Blogger Fatima Vinagre disse...

Ana Ramon: Olá Ana! O nome científico é sempre necessário para que uma descrição fique completa, por isso o meu muito obrigado! Eu gostava de arranjar a espécie de flor branca, mas é difícil! Bj

Crix: És uma querida! Mas na minha humilde opinião é apenas uma descrição simples! Bj

Reflex: Esta tambien vive en lugares secos.Pienso que tiene descendencia en una especie australiana, aunque sus características sean ligeramente diferentes. Para que veas mejor lo que digo, ve el post de hoy. Saludos!!

Ez: Olá Primão! Imaginei que andasses atarefado e não me enganei! Hoje e amanhã faço greve, para ser mais uma a estar descontente com as nossas políticas governamentais. Bj

Jardineira Aprendiz: Olá! Os corvos que por aqui andam, nunca me roubaram nada de casa,até porque não tendem a aproximar-se dela. Será por causa da minha Josefina? Posso pelo menos te dizer que estão longe de ser idênticos aos Kias! Bj

17 outubro, 2006 14:08  
Anonymous Anónimo disse...

Olha Fátima, a tua humilde opinião descreve muito bem a beleza da flor, por isso achei muito bonito. Sabes que as descrições cientificas são muito rigorosas mas...tambem muito 'frias'
Bjs

17 outubro, 2006 16:11  
Blogger Fatima Vinagre disse...

Também concordo! Todas as descrições que faço têm por base a minha humilde experiência enquanto jardineira (se é que o posso afirmar!). Bj

17 outubro, 2006 16:30  
Blogger Xicha disse...

Olá Fatinha, tenho esta planta a que tu chamas limpa garrafas, mas não sei o que se passa que ela ainda não tem a flôr vermelha será por ser ainda pequena ? ???

Bjinho p ti
Xi

17 outubro, 2006 16:47  
Blogger Tere disse...

Desde luego, esta naturaleza no se cansa de ser original! preciosa planta!

17 outubro, 2006 19:53  
Blogger Fatima Vinagre disse...

Xicha: É estranho que a tua ainda não tenha flôr. As minhas com cerca de 25 cm de altura deram 1 a 2 flores.
Colocaste-a há pouco tempo?
Provavelmente ainda não está bem pegada.
Mais uma coisa, ela não aprecia estar encharcada. Bj

Tere: Gracias por tu visita! Ya estaba a quedarse preocupada, ía a tu blog, no lo has actualizado, en mi, no tienes dato noticias. Has pasado bien? Un abrazo!

19 outubro, 2006 00:18  
Anonymous Anónimo disse...

wow, nice beautiful flowers...

dunno what the others commented here, anyway, that flower in this post is really lovely:)

22 outubro, 2006 16:18  
Blogger Álvaro Costa disse...

Callistemon

21 abril, 2015 18:34  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial