15 novembro 2006

Caminho

Já reparam no risco/caminho que tem a relva?



Pois é! São os meus cães que o fazem!
É o caminho que todos tomam frequentemente para irem para o canil.

8 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

És capaz de ter razão quanto à caixa, não me lembrei disso.Os teus cães fartam-se de caminhar!!!Um destes dias vou escrever sobre o shar pei do meu sobrinho...:-)...o cão feio mais bonito que conheço!

15 novembro, 2006 15:15  
Blogger anete joaquim disse...

Fátima
Tens a certeza absoluta que são os teus cães que fazem isto? Não me cheira! Os cães são, por natureza, irrequietos e com um espaço aberto como este o mais natural seria andarem por sítios diferentes. Se fossem vacas, ovelhas, sei lá, mais depressa acreditava que seguissem sempre o mesmo caminho.
Quando vi a imagem pensei logo numa fenda do terreno. Não tiveste para aí nenhum sismo? Está atenta!
bjs

15 novembro, 2006 17:02  
Blogger Reflex disse...

Es la prueba de que "se hace camino al andar" :)

¿Será que piensas en calor por el África?

15 novembro, 2006 23:09  
Blogger Fatima Vinagre disse...

Belinha: Eles fazem vários kilómetros por dia!! Fico à espera das palavras sobre o Shar Pei. Bj

Anete Joaquim: Tenho mesmo a certeza que são os cães que fazem isso. Embora se dispersem ao longo do terreno, têm a mania de seguir os passos uns dos outros, principalmente os dos seus superiores em termos de hierarquia.
Podes ficar descansada, que fendas não há!! Se não o que seria feito do meu lago!! Eheheh! Bj

Reflex: No sé, pero raramente pienso en África. Saludos!!

16 novembro, 2006 16:21  
Blogger Xicha disse...

Se o risco é feito pelos teus cães que bem educadinhos eles estão...
Bjinho
Xi

16 novembro, 2006 17:02  
Blogger anete joaquim disse...

Ainda bem. Nunca tinha visto tal coisa, feita por cães, mas já vi o que é uma fenda a aparecer de repente num terreno. Por isso é que me preocupei.
bjs

16 novembro, 2006 17:03  
Blogger Fatima Vinagre disse...

Xi: Até estão educadinhos, pelo menos é o que dizem!! Eheheh!

Anete Joaquim: Deve ter sido bastante preocupante. Não faço ideia da sensação que tiveste! Bj

16 novembro, 2006 17:29  
Blogger anete joaquim disse...

Fátima
Graças a Deus não foi na minha casa, mas noutro concelho da Madeira. De repente surgiu uma fenda num terreno, à beira de uma escarpa. Tiveram de retirar esse pedaço (ainda grande) de terra, para evitar uma derrocada sobre uma série de casas que havia lá em baixo. A fenda nada mais era do que um corte profundo naquelas terras, formando como que uma fatia de terreno que, mais cedo ou mais tarde, iria desabar.
bjs

19 novembro, 2006 11:55  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial